Golpe de Vista

Raimonda: S.Pedro ou Maomé?


A edição desta temporada da Taça Brali fez emergir um grupo de heróis que está à distância de 90 minutos de um final épico e, diga-se, merecido. A formação do CCR Raimonda, emblema representativo da freguesia, milita na 2ª divisão distrital, último escalão da AF Porto, e está num tranquilo 5º lugar. Perante tão modesto cartão de visita, quem ousaria apostar que o emblema pacense poderia marcar presença na final de uma competição que agrega todos os clubes das quatro divisões que pertencem à AF Porto. A verdade é que o conjunto orientado por Adelino Moreira, foi ultrapassando obstáculos, sobretudo graças à boa organização que lhe permitiu contrariar o favoritismo dos seus opositores e depois à crença e personalidade que resultou em três triunfos no desempate por grandes penalidades… A última formção a cair foi a do Valadares, “apenas” o segundo classificado da Divisão de Elite. A jogar em casa, os raimondenses até estiveram a perder, com Paulo Campos (21′) a colocar os gaienses na frente. Apoiados por uma ruidosa falange, o Raimonda marcou o golo do empate por Maomé (52′), um dos jovens formados em Freamunde, em que Adelino Moreira apostou. O nome do autor do golo indiciava  que a profecia poderia concretizar-se, o que se confirmaria no desempate por penalties, com Maomé a converter o pontapé decisivo. Agora? O Barrosas que se cuide…

O Jornal de Notícias destacou o nome do jovem treinador, neste percurso ídilico dos raimondenses.adelino moreira

Image courtesy of Joaquim Jorge | Golpe de Vista

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *