Golpe de Vista

Pedro Neto não deixou Joca ser o herói


O Barrosas foi o grande vencedor da edição 2015/2016 da Taça Brali, tendo batido na final a equipa sensação da prova, o Raimonda. O encontro disputou-se no Estádio Capital do Móvel e contou com muito público nas bancadas, que criou um ambiente fantástico.

O jogo começou com os felgueirenses por cima, chegando mesmo ao golo à passagem do minuto 21 por intermédio de Joca, que concluiu à boca da baliza após uma má saída do guardião Vitor, que antes havia feito duas grandes defesas. Após o golo o Raimonda subiu as linhas e criou várias oportunidades, tendo mesmo no segundo tempo um golo anulado por falta sobre o guarda redes do Barrosas. Os raimondenses nunca baixaram os braços e o seu esforço foi recompensado já nos descontos da partida. O Raimonda beneficiou de um pontapé de canto, para o qual até o guardião Vitor subiu e na conversão do referido canto os pacenses chegaram ao empate por intermédio do central Pedro Neto, que de cabeça atirou o encontro para as grandes penalidades.

Nos penáltis, o Barrosas não tremeu e converteu os cinco, tendo o Raimonda falhado apenas o derradeiro castigo máximo, com Diogo Mantorras a ter o azar da tarde.

O Barrosas foi assim o grande vencedor da Taça Brali, garantindo o apuramento para a Taça de Portugal da próxima temporada.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Prémio GdV – Finalistas

Nomeados finais para o Prémio GOLPE De VISTA 2017/2018