Golpe de Vista

Paredes protesta jogo da Taça de Portugal


A formação do Paredes, treinada por Eurico Couto (na foto) foi eliminada da Taça de Portugal, ao cair em Valadares. Após o nulo no final dos noventa minutos, o prolongamento não trouxe golos e os gaienses acabaram por vencer no desempate por penalties (4-2), mas o jogo foi alvo de protesto dos paredenses. Em causa está, segundo fonte do clube do Vale do Sousa, a recusa da equipa de arbitragem em permitir a quarta substituição, já no prolongamento. Esta medida que foi novidade no recente Campeonato do Mundo, foi adoptada pela FPF, mas o árbitro do encontro não seguiu essa indicação. Se esta decisão do juiz pode dar azo a novo jogo é a questão que se coloca. Um facto, indesmentível, é que em várias partidas desta eliminatória da Taça de Portugal, a quarta substituição, desde que efetuada no prolongamento, foi permitida, o que reforça a reclamação paredense. Resta agora, aguardar pela decisão das entidades competentes.Em baixo deixamos imagens que comprovam que a quarta substituição foi uma realidade.


Image courtesy of Joaquim Jorge | Golpe de Vista

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Prémio GdV – Finalistas

Nomeados finais para o Prémio GOLPE De VISTA 2017/2018