Golpe de Vista

Magia de Jota conquistou a Ilha


Depois da vitória caseira sobre o Porto, o Paços deslocou-se à Ribeira Brava para defrontar o União da Madeira e conseguiu trazer os três pontos para a Capital do Móvel.

Os pacenses entraram mal no jogo, tendo chegado ao intervalo a perder por 2-0, fruto de golos de Élio Martins aos 18 e Breitner aos 42. Mas no segundo tempo tudo mudou, o recém entrado Minhoca reduziu aos 47 e Cícero restabeleceu a igualdade aos 50. O canhoto Paulo Henrique consumou a reviravolta aos 68 fazendo o 3-2 na conversão de um livre direto, numa altura em que os madeirenses já jogavam apenas com dez elementos. Apesar da desvantagem numérica, o União conseguiu chegar ao empate no minuto 79, com Amilton a bater Defendi. Foi então que apareceu Diogo Jota, o jovem avançado dos castores abriu o livro aos 87 minutos: driblou dois adversários e rematou de pé esquerdo, sem qualquer hipótese para o guardião unionista Gudino.

O Paços de Ferreira aproveitou o empate entre Arouca e Rio Ave, para atenuar a desvantagem para os lugares europeus, estando agora a quatro pontos de arouquenses e rioavistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *